Skip to content

Poesia voadora

fevereiro 25, 2016

SaroltaBanBoxedWing2

Nas andanças da vida
Escrevo minhas prosas
Correndo pelas ruas
E fazendo minhas glosas
As vezes colhendo espinhos
Mas sempre pegando rosas

Lembrei de Chico Pedrosa
E Gonzagão a cantar
Logo me pus de vez
Onde é o meu lugar
E voltei a produzir
Meus versos, meu falar

E de tanto caminhar
Decoro a minha trilha
Sou ser sempre mutante
E a poesia é minha filha
Eu faço verso sem rima
Mas crio também sextilha

Não rezo terço em cartilha
O meu verso é voador
Como um pássaro viajante
Do mundo é conhecedor
Sabe todas as palavras
Pois já nasceu cantador.

.

.

Felipe Silva

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: